Saúde bucal durante a gestação

Desde o momento em que descobrem a gravidez, as novas mães devem também se atentar com a saúde bucal. Novos estudos sugerem que esse cuidado é necessário porque problemas com a gengiva da mãe podem levar ao nascimento prematuro de seu filho. O peso abaixo do normal de um recém-nascido também está relacionado à saúde bucal da gestante.

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por uma enorme transformação hormonal, alterando, inclusive, o estado normal de sua boca. Um exemplo disso está na produção de saliva, que passa a ser maior, porém, com uma modificação em seu pH, fazendo com que sua ação contra bactérias diminua. Além disso, a saliva também evita que placas fiquem presas aos dentes. Outra condição comum à grande parte das grávidas é o enjoo matinal. O ácido gástrico é forte e capaz de prejudicar o esmalte dos dentes, os quais ficam mais suscetíveis às cáries.


O que acontece

Uma maior produção de hormônios faz com que os vasos da gestante sofram dilatação, os quais, no caso da boca, aumentam a sensibilidade. Uma inflamação em qualquer região do corpo, como nos tecidos gengivais, produz substâncias como prostaglandinas e citocinas, as quais induzem o parto.

Obviamente, todos nós podemos apresentar problemas bucais, evitáveis com a saúde bucal em dia e visitas semestrais ao dentista. Entretanto, no caso das gestantes, esse acompanhamento odontológico deve acontecer num espaço de tempo mais curto.



O que evitar durante a gravidez

Falando especificamente da saúde bucal, alguns cuidados são necessários. Como há o aumento no consumo de alimentos, a higiene bucal é ainda mais importante e merece mais atenção. Escove os dentes após a alimentação e passe o fio dental, com cautela para não machucar a gengiva. Caso perceba algum inchaço ou incômodo recorrente, procure um dentista para entender a causa e fazer o tratamento adequado.

Além da higiene bucal, cuidado com a mudança nos hábitos alimentares. Tente substituir os doces por verduras, frutas e pães. Não esqueça da hidratação! Beba bastante água e evite refrigerantes e sucos cítricos ou muito adoçados.

A atividade física, caso liberada pelo médico que acompanha a gravidez, é uma aliada. E o que isso tem a ver com a saúde bucal? A atividade física é uma forma de amenizar aquelas vontades repentinas de comer alguma coisa!


E os exames bucais ?

É mito que uma grávida não pode fazer uso de anestésicos dentais ou realizar radiografias? Não, porém, apenas em casos de emergência. O mesmo vale para os medicamentos, os quais só devem ser tomados com a liberação médica. Em resumo, qualquer procedimento invasivo ou exposição à radiação deve ser evitado – seja ele odontológico ou de qualquer outra especialidade.

Se você estiver pensando em engravidar ou acabou de descobrir a gravidez, já marque a sua consulta com seu dentista! E não se esqueça de contar a novidade! Ele saberá o que fazer durante esse período e tomará todos os cuidados com a sua saúde bucal.

150 visualizações